Billete 996

O blog da AirEuropa

11 Outubro 2019

A Globalia e a OMT apostam nas Startups de Turismo

Pelo segundo ano consecutivo, a Globalia em conjunto com a Organização Mundial do Turismo voltaram a unir-se na Competição OMT de Startups de Turismo. Foi durante o passado mês de setembro, em São Petersburgo, que foi lançado este novo convite pelo secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, e pelo CEO de Globalia, Javier Hidalgo. Quais são os pontos-chave? Explorar novos terrenos no setor do turismo: inovação, empreendedorismo e desenvolvimento sustentável. Partilhamos consigo esta iniciativa! Quer participar?

Wakalua

O Wakalua é o primeiro hub global de inovação em turismo promovido pela Globalia em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Este ano, a segunda competição de Startups destaca-se por ter novos sócios colaboradores tais como a Telefónica, Amadeus, Intu ou a Distrito Digital Valencia, os quais encontram no Wakalua um trampolim que permitirá “alcançar um futuro brilhante, sustentável e rentável. Ajudar-nos-á igualmente a promover uma economia circular, com também a fomentar o desenvolvimento social. Na Globalia estamos conscientes que o turismo do futuro não será o mesmo que o turismo de ontem; é necessário que seja melhor para o nosso planeta, para os nossos filhos e para o meio ambiente. Esta competição ajudar-nos-á a alcançar esses desafios, através da tecnologia e da inovação”, afirmou o CEO da Globalia.

Zurab Pololikashvili, secretário-geral da OMT, afirmou igualmente que “com esta competição estamos a explorar um novo terreno no turismo, na inovação, no empreendedorismo e no desenvolvimento sustentável. Conseguimos reunir as partes mais relevantes que marcam o desenvolvimento do nosso setor e a sua relevância à escala global”.

Temas participantes

  • Mobilidade Inteligente
  • Destinos Inteligentes
  • Deep Tech, repensando a localização e a geolocalização
  • Hospitalidade disruptiva
  • Desenvolvimento rural

Mobilidade Inteligente. Em aliança com a Telefónica, procuramos projetos que melhorem a qualidade no momento de viajar e que facilitem a mobilidade dos utilizadores através de qualquer sistema de transporte. O objetivo é reduzir os custos económicos, ambientais e de tempo.

Destinos Inteligentes. Com a colaboração do Distrito Digital Valencia, procuramos soluções que nos ajudem a melhorar a sustentabilidade e a rentabilidade do destino desde o ponto de vista económico, ambiental e sociocultural, onde a tecnologia ajude a fomentar a inovação e a acessibilidade num mundo cada vez mais globalizado.

Deep Tech, repensando a localização e a geolocalização. Juntamente com a Amadeus, queremos atrair startups que ofereçam uma proposta de valor único aos turistas ou às empresas de viagens através de sistemas de localização. Serão consideradas abordagens que combinem dados extraídos da localização com inteligência artificial, para simplificar a viagem. Podem servir para identificar regiões turísticas, associá-las a aeroportos próximos, extrair dados sobre localização de imagens, texto ou vídeo, otimizar itinerários urbanos, fazer análises de sentimento sobre localizações e muito mais.

Hospitalidade disruptiva. Por parte da Intu, procuramos empresas do mundo inteiro, recém-criadas ou já consolidadas, que nos ajudem a alcançar uma experiência de nível mundial no resort global do futuro. Queremos que cada visita de cada turista seja o mais eficaz possível.

Desenvolvimento rural. A partir da Globalia colocaremos os nossos esforços especiais no campo das soluções para o mundo florestal, agrícola e para as zonas rurais com o objetivo de ajudar a desenvolver a transferência do conhecimento e da inovação e melhorar a sua viabilidade e competitividade. Procuramos também, nesta categoria, empresas que trabalhem em aspetos tais como a gestão de riscos e conforto animal e a restauração, preservação e melhoria dos ecossistemas, sempre com o objetivo de promover a mudança para uma economia mais descarbonizada.

Convites

No primeiro convite, 20 startups de 12 países chegaram às semifinais e finais, que se celebraram em Budapeste e Madrid, respetivamente. A empresa de devolução de impostos Refundit foi a vencedora e a Globalia, como funding partner, investiu também na Freebird juntamente com a Portugal Ventures, estabeleceu uma joint-venture com a Tripscience e iniciou um estudo-piloto com a Pruvo.

A convocatória para a 2nd UNWTO Tourism Startup Competition será lançada a nível mundial e terminará no dia 15 de novembro. Os vencedores serão divulgados no próximo dia 21 de janeiro de 2020 durante uma gala que se realizará dentro do quadro da Feira Internacional de Turismo de Madrid (Fitur).

Por outro lado, a OMT entregará um prémio especial de sustentabilidade cujo objetivo é dar visibilidade aos projetos que apostem por um turismo mais eficaz.

Esta competição anual é um dos grandes projetos do Wakalua, o hub de inovação turística da Globalia, que acolherá as empresas vencedoras para o seu posterior desenvolvimento, ajudando-as a relacionarem-se com empresas líderes do setor. A OMT e a Globalia contam para este projeto com o apoio da consultora de inovação Ba-rrabés.biz.

Pretende mais informação? Quer registar-se?

Para mais informação e inscrições visite www.tourismstartups.org

También disponible en / Also available in: English (Inglês) Français (Francês)

Alicia Ratto

Publique um comentário

Los comentarios están moderados