Billete 996

O blog da AirEuropa

25 Julho 2019

Pode voar depois de fazer mergulho?

Muitas são as pessoas que fazem mergulho e que sabem que devem esperar um tempo razoável entre o mergulho e viajar de avião, mas nem sempre sabem porque devem esperar. Explicamos-lhe de uma forma simples.

O ar que respiramos é composto por 78% de nitrogénio, o qual se encontra no sangue e nos tecidos do nosso corpo. O nitrogénio permanece em equilíbrio no nosso corpo a menos que apresente mudanças de pressão. 

Este equilíbrio é alterado quando se produz a submersão, a pressão atmosférica aumenta rapidamente e a quantidade de nitrogénio vai aumentando em função da profundidade da submersão e da duração da mesma.  Por isso,  a subida dos mergulhadores à superfície deve ser lenta,  para que o corpo possa eliminar de forma progressiva a maior quantidade de nitrogénio possível acumulada durante o mergulho.

Uma vez em terra firme podemos dizer que o mergulhador eliminou uma parte importante desse nitrogénio acumulado, mas como cada corpo reage de forma diferente nem todas as pessoas eliminam o nitrogénio da mesma forma,  levando várias horas a ser eliminado e a alcançar o equilíbrio.

Desta forma,  se imediatamente a seguir a fazer mergulho for viajar de avião pode dar-se o caso de sofrer uma descompressão. Como a pressão atmosférica é menor, faz com que o nitrogénio forme bolhas nos tecidos, o que poderá obstruir a corrente sanguínea e desencadear graves sintomas no nosso corpo.

Para fazer uma analogia que se possa entender melhor, seria algo parecido a abrir uma lata de Coca-cola,  saem as bolhas de ar ao abri-la de forma rápida (devido à diferença de pressão) e se se abrir mais devagar sai o gás mais lentamente, já que o líquido irá manter-se dentro da lata. 

Qual é o tempo mínimo aconselhável para viajar de avião depois de fazer mergulho?

  • Se tiver feito uma submersão sem descompressão recomenda-se esperar no mínimo de 12 horas antes de viajar de avião.
  • Aumentar o intervalo entre o mergulho e o viajar de avião para 18 horas depois de várias submersões durante vários dias.
  • Submersões profundas com descompressões, o mínimo recomendável são 24 horas.

Em qualquer dos casos, o que deve ser tido em conta é que quanto maior for o intervalo de tempo entre a submersão e o voo, maior será a segurança, pelo que a nível geral recomenda-se sempre um prazo de 24 horas para viajar de avião depois de fazer mergulho.

Agora que já conhece as razões para ter de esperar para viajar de avião depois de fazer mergulho,  vamos falar do equipamento de mergulho que pode leva no avião.  Os elementos do equipamento de mergulho consistem em:

  • Fato de mergulho / Colete / Meias
  • Máscara
  • Calçado
  • Lanterna
  • Redes
  • Faca
  • 1 garrafa de ar comprimido vazia
  • Um regulador

A ter em conta que os equipamentos desportivos de mergulho não estão incluídos na franquia de bagagem. Lembre-se que as garrafas de ar comprimido devem estar vazias e registadas, além disso deve-se retirar a lâmpada e as pilhas da lanterna e embalá-las em separado. Estas só poderão ser transportadas como bagagem de mão.

Qual é o seu próximo destino de mergulho? Conte-nos!

También disponible en / Also available in: English (Inglês)

Publique um comentário

Los comentarios están moderados